.

.

PAGINAS ESSENCIAIS DE ASSUNTOS INÉDITOS.

ESTAS MATÉRIAS ESTÃO COMPARTILHADAS COM ESTAS PAGINAS: http://www.recantodasletras.com.br/autores/edvaldobmelo http://teologia-divina.vilabol.uol.com.br// http://twitter.com/#%21/relator_edvaldo SOBRE POLÍTICA E OUTROS ASSUNTOS ACESSE www.buique-buicano.blogspot.com.br/
facebook.com/edvaldo.b.demelo

LIVRO: ...venha a nós o teu reino...

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

O ADULTERO DA BÍBLIA: MUDARAM A PALAVRA DE DEUS.

                                                                       

Buíque, 05/02/2016.

Aurélio Agostinho, o Santo Agostinho de Hipona foi um importante bispo cristão e teólogo. Nasceu na região norte da África em 354 e morreu em 430. Era filho de mãe que seguia o cristianismo, porém seu pai era pagão. Logo, em sua formação, teve importante influência do maniqueísmo (sistema religioso que une elementos cristãos e pagãos).

Com referencial humano de SADABI, e por inspiração do mesmo, digo:

Prezado amigo, Dr. Augusto, na contingencia da vida humana sempre esperamos uma solução para os problemas que a humanidade passa, não importa o consenso da credibilidade, e sim, a verdade que no momento expressa uma verdade incontestável, e com isto, o mais puro de uma determinação divina, ninguém se esconde aos olhos de DEUS, tudo vem a tona no momento especial pelo qual a vida nos concede. A descoberta dos valores encobertos há muito tempo foi providencial para que a tua identidade se projetasse pela luz da verdade, sem que pudesse fugir da realidade maior da providencia divina. Ninguém foge a realidade do destino o qual vieste pra ser, apesar das tuas vivencias caminhando pela religiosidade de uma força que domina o procedimento da tua verdade, e não da verdade de DEUS, não foste descredenciado da vontade do DEUS DA CRIAÇÃO, e hoje, estás em um dilema de acreditar ou não, em uma verdade incontestável, cabe só a vc o procedimento de vivenciar uma nova vida seguindo a verdade de DEUS, o homem sempre tem que decidir um caminho, principalmente nos dias de hoje que estamos em uma reforma tanto do planeta como a de nós mesmo, naquela vida que foste um bispo da Igreja Católica tivesse uma grande ajuda de tua mãe, sendo teu pai um pagão, mas, hoje, a decisão será tua, embora que encontraste este homem ligado ao ETERNO, que descobriu no meio desta tempestade de diversidade de conhecimento clandestino diante da verdade de DEUS, foi como encontrar um brilhante no meio de um pedregal arenoso. Se buscares a verdade entre tu e DEUS, verás que não há como fugir da realidade das reencarnações sucessivas, naquela encarnação mesmo sendo um bispo da igreja Católica, não perdeste a essência da tua união com DEUS, pela mudança que fizeste na grande carta de DEUS aos homens, (Bíblia), e foste apelidado como Santo Agostinho rotulado pela igreja, não um verdadeiro Santo, mas, um homem digno da misericórdia de DEUS, e pronto a exercer a vontade de DEUS, para fazer parte dos verdadeiros santos dos últimos dias.  Obs. Analise este comentário, e junto com tudo que já dialogamos faça uma reflexão de todas as coisas conversada e escrita desde nossa primeira aproximação. 


Quantos mistérios sou um amigo que ti aconselha, um espírito ligado ao DEUS CRIADOR, não queira privar o néctar da tua vida, a eximir da verdade de ter errado em desvirtuar o foco da verdade, modificando a forma correta de escrita da palavra do DEUS ALTÍSSIMO, transformando-a naquilo que achavas conveniente aos propósitos da congregação ao qual fazias parte, fomentado pelo magnetismo, e o hipnotismo do deus do sacrifico que ti inspirou, e tu achavas que era DEUS. Hoje, sou teu humano, e nessa convivência estou  me submetendo a esta verdade,  e ti advertindo do deus do sacrifício que tanto te enganou. Isto é comum para todos, pois, sempre “a matéria vai de encontro ao espirito”, portanto, não me sufoque com suas pretensões do cristo crucificado. Meu espírito alimenta meu corpo matéria, e está cumprindo as novas determinações do DEUS ALTÍSSIMO. Faz-se necessário vc mudar desta controvérsia, é necessário que tome providencias para reformar o teu corpo matéria, e o físico, para ti libertar das atrocidades pelas quais fostes obrigados a fazer. Esta inspiração foi concluída com sucesso, pois, sou um receptor que ti revelo estas coisas. Tudo bem, que nem tudo que reluz é ouro, porem, quero com isto, te alertar em busca do verdadeiro ouro, para te convencer desta verdade, te dou as ferramentas necessárias pra que tu possas seguir teu caminho dentro de uma verdade sem procedência em toda historia da humanidade que nunca foi dita desde que o mundo é mundo. Não quero com isto desfazer a grande verdade das determinações de DEUS, para os profetas, e das verdades trazidas por Jesus para implantar o seu reinado neste planeta Terra. Porem, te advirto das modificações feitas quando da implantação das determinações de DEUS para o papel, imprensando  a palavra e tornando-as um livro denominado de Bíblia, nas quais foram modificadas, e colocado o medíocre pensamento do homem intelectual daquela época do primeiro concilio bispal, (O Primeiro Concílio de Niceia foi um concílio de bispos ( epískopos) cristãos reunidos na cidade de Niceia da Bitínia (atualİznikTurquia), pelo imperador romano Constantino I em 325 d.C.. O concílio foi a primeira tentativa de obter um consenso da igreja através de uma assembleia representando toda a cristandade.[2] O seu principal feito foi o estabelecimento da questão cristo lógica entre Jesus e Deus, o Pai; o Estabelecimento da doutrina Trinitária, ou Trindade; a construção do Credo Niceno; a fixação da data da Páscoa; e a promulgação da lei canônica). ++++OBS.
Neste concilio, seguindo de outros mais, foram modificando as determinações de DEUS, segundo seus entendimentos com inspirações do deus do sacrifício...
Isto não é uma lavagem cerebral, como assim fazem os religiosos, que com frases feitas e modificadas de sua origem principal, procuraram ludibriar as pessoas com falsas promessas de uma salvação ilusória.
 A humanidade já tá bem acostumada com um este falso deus, e não aceita um DEUS que lhe tragar a paz.
No caso do meu amigo, Dr. Augusto, é um espírito bom que já foi perdoado pelo  DEUS ALTÍSSIMO, e hoje se presta há viver com a mente impregnada, cauterizada, querendo ainda seguir o mesmo rito no qual esteve como Santo Augustinho da Igreja Católica,  com uma inverdade de um deus que se intitula o deus do sacrifício no qual ele foi instrumento para modificar na Bíblia a intenção da salvação pelo sacrifício.
No caso especifico, o espírito de Santo Agostinho que hoje alimenta o corpo matéria de Dr. Augusto, com este quilate de conhecimento junto aos poderes de DEUS, pode ser útil nas determinações de DEUS para montagem do seu reino. Portanto, o valor do espírito de Santo Agostinho, é inabalável, mas, se buscar a verdade de DEUS, na sua encarnação em outro corpo ele foi forçado pelas circunstancias da fomentação inspiratória do deus do sacrifício que naquela época cauterizou a mente dos humanos a fazer coisas diferenciadas da verdade de DEUS, mas, no caso especifico de Santo Agostinho, hoje, ele precisa se redimir, e fazer limpeza nesta cauterização impregnada na mente do amigo Dr. Augusto, só assim, o espírito do Santo Agostinho que alimenta este corpo pode tomar as rédeas deste corpo atual, e modificar sua união intima entre o corpo metafisico, e o corpo físico, fazendo a reforma necessária entre estes dois corpos para iniciar a busca pela evolução a caminho do encontro com DEUS...
Do relator Edvaldo.

COMO FORAM FEITAS AS MODIFICAÇÕES DA PALAVRA DE DEUS.

POR QUE OS CRISTÃOS QUEIMARAM A BIBLIOTECA DE ALEXANDRIA?

(Para impedir que a verdade de DEUS triunfasse. Sempre alimentados pelo o deus do sacrifício. Foi o maior absurdo já visto, a coisas mais perversas feitas até hoje por essas pessoas denominadas "Cristãs". Pelo que me lembro Jesus não pediu a queima de nada. Até hoje é  lamentado esse fato, pois, foi uma grande perda pra história da humanidade. Continuando: Assim, puderam modificar a Bíblia, de tempo em tempo houve mudança expressiva da palavra de DEUS real, A palavra de DEUS foi modificada deturpada, pelos estudiosos que a fim de divulga-la foram aperfeiçoando-a ao seu entendimento, e o que vinha por inspiração dada pelo espírito do deus do sacrifício). (Edvaldo)  

                NARRATIVA DOS PROCEDIMENTOS DE MUDANÇAS.

Stefano publicou primeiro o Novo Testamento em 1551, e depois a Bíblia completa em 1555. E foi ele o organizador e divulgador do uso de versículos em toda a Bíblia, sistema que, com o tempo, se viria a impor no mundo inteiro. Esta divisão, tal como a anterior em capítulos, também foi feita sobre um texto latino da Bíblia. Só em 1572 é que se publicou a primeira Bíblia hebraica com os versículos. Finalmente, o papa Clemente VIII fez publicar uma nova versão da Bíblia em latim para uso oficial da Igreja, pois o texto anterior, de tanto ser copiado à mão, tinha sido deformado. A obra viu a luz a 9 de Novembro de 1592, e foi a primeira edição da Igreja Católica com a divisão definitiva de capítulos e versículos. Obs. Veja que o poder maior pode fazer.

Falar sobre os Arquivos Secretos do Vaticano leva a dois assuntos que sempre despertaram certa curiosidade nas pessoas: conhecer os processos reais das pessoas perseguidas pela Inquisição e saber mais sobre os documentos que estão lá e que tratam de assuntos polêmicos, como os processos da Inquisição e a manipulação (alteração) dos textos da Bíblia. Sabe-se que o livro sagrado do cristianismo foi traduzido e sofreu alterações ao longo dos anos por motivos ligados ao trabalho de adaptação de uma língua morta, como o aramaico, para o grego, o latim e depois para as línguas mais modernas. Mas o que se sabe sobre esse processo de modificação, mesmo que tenha sido involuntário?

INTERVENÇÃO HUMANA

O status de livro sagrado que a Bíblia adquiriu com o passar dos anos causou muito da bibliolatria. Também há a questão das alterações e edições sob o ponto de vista histórico, um ponto que, para muitos, seria o suficiente para que estudiosos fossem queimados por duvidar de intervenção humana em tais textos. O fato é que, querendo ou não, é necessário admitir que tal coisa acontecesse. Com o passar dos anos e dos séculos, seria quase impossível que os homens não mexessem com seu conteúdo de uma maneira ou de outra. O importante, nessa questão, não é colocar a Bíblia em xeque, mas entender que histórias como a dos evangelhos, que "levitaram" durante o Concilio de Niceia, são, com todas as chances, possíveis justificativas mistificadoras para se esconder uma participação humana.
A Bíblia é uma obra escrita e, como tal, esteve e estará sujeita a edições e alterações. Até aí, isso é normal. Quando falamos, por exemplo, das traduções que a obra sofreu, vimos os estilos comparados de algumas edições, observamos que palavras são adicionadas ou excluídas conforme avançamos no tempo, assim como a moda e os costumes variam. O que nos resta explicar, e o faremos neste capítulo, é mostrar as possibilidades e circunstâncias que levaram a essas alterações, já que não temos acesso aos textos dos Arquivos Secretos do Vaticano.
Comecemos com uma opinião especializada. No site Bíblia World Net, há um artigo, assinado por Jorge Pinheiro, que cita essa situação. Vejamos o que o autor nos diz:
Há casos extremos de manipulação da Bíblia que são facilmente identificáveis. Os teólogos da prosperidade dizem, por exemplo, que o jumento que Jesus usou ao entrar em Jerusalém eqüivalia a um carro de luxo nos dias de hoje. Logo, os cristãos têm o direito de exigir de Deus carros de luxo. O resultado dessa teologia é a sacralização do modo de vida da cultura vigente. Claro que tudo é uma questão de interpretação. Há pessoas que comparam Jesus a um político moderno, o que teria inspirado roteiristas de Hollywood a conceber um anticristo como o famoso Damien, da série A Profecia, transformado em político. Comparar o jumento que Jesus montava com um carro de luxo não chega a ser um exemplo de manipulação dos textos, mas mostra claramente como a imagem dos episódios bíblicos chega às mentes modernas. Imagine só o efeito que os textos oficiais e não oficiais faziam nas mentes dos primeiros cristãos. Era necessário arrumar a "casa". Entre os muçulmanos, também há acusações de alterações no conteúdo da Bíblia. Isso acontece há alguns anos, principalmente entre os comentadores mais antigos como Bukhari e al-Razi.
Todos eles afirmavam que, como a Bíblia é a Palavra de Deus, não poderia ser alterada sob nenhuma circunstância. Mesmo assim, alguns séculos teriam se passado antes que os muçulmanos começassem a acusar os cristãos de "corromper" a Bíblia, principalmente quando começaram a ler as histórias do Alcorão e notaram que, de fato, há detalhes que as diferenciam de suas versões bíblicas.
 Vejamos rapidamente um exemplo. Na Sura 2,42, está escrito: "Confundir a verdade com a falsidade e conscientemente ocultar a verdade". Estas teriam sido as palavras do profeta Maomé quando dois judeus foram trazidos a seu julgamento por terem cometido adultério. Outros judeus quiseram testar seus conhecimentos para ver se realmente ele era um profeta de Deus. Se fosse, pensavam, saberia o conteúdo da Torá. Maomé pediu que lhe trouxessem uma cópia da Escritura e a deu a um rapaz para que lesse qual seria a punição por desobediência (que aqui quer dizer adultério). Segundo o que contam, o rapaz teria lido Levítico 20:10, que diz: "Se um homem comete adultério com a esposa de outro, ambos devem ser condenados à morte". Notem que é outra versão do seguinte verso: "Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera". Voltemos à história. Os acusados colocaram suas mãos sobre o versículo para impedir que o rapaz concluísse a leitura. Na mesma hora, houve um grito de horror e indignação por parte dos presentes quando constataram a maneira como o texto bíblico havia sido corrompido, ou seja, mudado para ser mais leve que o original.
Há outra história contada pelos muçulmanos, que diz que um grupo de judeus que estava em Meca, e, portanto, não a raça judia em geral, ao escutar a escritura, quiseram alterá-la. Não sabemos exatamente como eles o fariam, mas precisariam ter em suas mãos cópias dos originais para serem acusados de alterar o texto. Há pesquisadores que acreditam que as versões originais desses textos estão nos Arquivos Secretos e que deveriam ser colocadas em aberto para o público. Um desses pesquisadores é o professor de religiões João Flávio Martinez, que coloca a questão em artigo publicado no site do Centro Apologético Cristão de Pesquisas. Lá lemos:
Se a Bíblia foi corrompida, aconteceu isso antes ou após Maomé? Se antes, por que Deus diz a Maomé para recorrer a uma Escritura corrompida como guia, e por que fala do Torá e dos Evangelhos, "nos quais se encontram a orientação e a luz", em vez de avisar 'que os usou antes deles serem corrompidos?". Se depois, por que os muçulmanos não aceitam a Bíblia, já que as traduções correntes estão todas fundamentadas sobre os manuscritos datados antes de Maomé? Seria esse um sinal de que a sabedoria muçulmana sobre a natureza bíblica é maior que a dos próprios cristãos? Essa é uma acusação séria e, se levarmos em conta alguns dos Manuscritos do Mar Morto, veremos que as alterações são possíveis, algumas até significativas. Aquelas cópias antigas trazem alguns dados reveladores sobre como essas manipulações poderiam ter ocorrido. Mas voltemos ao artigo do professor Martinez. Ele conclui seu pensamento da seguinte forma: Se ela (a Bíblia) foi corrompida, quem a corrompeu foram os judeus ou os cristãos? Já que nenhum deles estava em condições de combinar um com o outro (diz a Sura 2:113: "Os judeus dizem que os Cristãos não seguem nada (verdadeiro) e os cristãos dizem que os judeus não seguem nada (verdadeiro), contudo ambos são leitores das Escrituras" (ver também Sura 5:82). Como puderam ambos concordar em alterar toda a Bíblia do mesmo modo? Por que não há registro desse acontecimento e por que ninguém se opôs a isso ou conservou as Escrituras autênticas? Os livros do Novo Testamento foram largamente distribuídos, logo que foram escritos, por exemplo: o Papiro 26 do Evangelho de Jesus escrito por Mateus, datado do ano 68 d.C., que foi recentemente encontrado no Egito: presumivelmente, Mateus ainda estava vivo quando foi escrito... Assim, por que ele não o corrigiu, se estava corrompido? Por que os Cristãos não retiraram os episódios vergonhosos como o de Pedro negando Jesus (Mt 26,69-75) ou a briga de Paulo com Barnabé (Atos 15,39)? De que serve o testemunho da Bíblia sobre si mesma? "Toda Escritura é inspiradas por Deus" (2 Tm 3,16). Pedro fala dos escritos de Paulo como Escrituras já que alguns maliciosos distorciam seus ensinamentos "como distorcem as outras Escrituras" (2Pd3,16). "A Lei foi dada por Moisés" (Jó 1,17) e Jesus disse: "a Escritura não pode ser desprezada' (Jó 10,35). Suas palavras são "espírito e vida" (Jó 6,63) e Ele "tem palavras de vida eterna" (Jó 6,68). Como poderia algum Cristão ousar acrescentar ou remover porções das Escrituras diante da advertência de Apocalipse 22,18-19: "Se alguém acrescentar algo a elas, Deus lhe dará as pragas descritas nesse livro. E se alguém retirar palavras de seu livro de profecias, Deus o deixará fora da participação da árvore da vida e da cidade celeste..."?.

As alterações nos textos sagrados Para muitas pessoas, admitir que a Bíblia seja um livro 100% humano é o mesmo que tirar delas uma prova tangível de que Deus existe. O assunto já levou a muitas discussões acadêmicas e religiosas e, até os dias de hoje, não se chegou a uma conclusão sobre se o fato de chamarmos a atenção para essas alterações teria algum papel significativo na crença de milhares de pessoas. O historiador norte-americano Barth Ehrman, do Departamento de Estudos Religiosos da Universidade da Carolina do Norte, acusou muito dessa manipulação, na obra O que Jesus disse? O que Jesus não disse? Grande parte dessas acusações podem ser conferidas em artigo da revista Galileu, edição de outubro de 2006. O artigo, em suma, mostra como os copistas do Novo Testamento "eram voluntários que adaptavam o texto às suas crenças". Alguns dos trechos do citado livro incluem assuntos como a polêmica participação da mulher:

Há algumas comunidades cristãs que enfatizam a importância da mulher e lhes permitem desempenhar funções de destaque na Igreja e há outras que acreditam que as mulheres devem manter-se silenciosas e subservientes aos homens da comunidade. Obviamente, os copistas reproduziram os textos que, mais tarde, vieram a constituir as Escrituras estavam envolvidos nesses debates. E em algumas ocasiões os debates causaram impacto sobre os textos que eram copiados, dado que algumas passagens foram mudadas para refletir a posição dos copistas que as reproduziam.
O trecho abaixo é um dos mais polêmicos. Fala justamente sobre Jesus e sua adoração por Deus-Pai:
Uma das ironias do cristianismo primitivo é que o próprio Jesus era um judeu que adorava o Deus judeu, mantinha costumes judeus, interpretava a lei judaica e recrutava discípulos judeus que o aceitavam como Messias judeu. Mesmo assim, poucas décadas depois da morte de Jesus, os seus seguidores formaram uma religião que se opôs ao judaísmo. Entre as várias acusações feitas estão pontos intrigantes, como o fato de os copistas distorcerem o Novo Testamento para justificar dogmas da Igreja Católica; que "só Deus sabe o quanto o verbo foi modificado na Bíblia ao longo dos séculos"; a inserção de textos em diversas passagens bíblicas, como em I João 5:7, Macabeus 16:9-20 e 1:41.

Em busca da verdade

Outro autor que afirma, com todas as letras, que houve alterações na Bíblia é o escritor francês Robert Charroux. Em sua obra, O livro dos mundos esquecidos, já publicada no Brasil, ele dedicou um capítulo inteiro aos chamados "Segredos do Vaticano". Lá podemos ler algumas informações interessantes, que resumirei a seguir. Charroux afirma que não há nenhum relato histórico que confirme a existência de Jesus. Essas provas estariam em atas governamentais emitidas por Pôncio Pilatos e enviadas ao imperador romano Tibério. Lá seria possível ler sobre o mais famoso condenado de todos os tempos, sua vida, morte, crimes a ele imputados, sua crucificação e ressurreição. O problema é que ninguém sabe dizer onde estariam esses documentos. Charroux afirma que, se um dia existiram, seriam forjados pelos próprios cristão para legitimar sua religião. Ele também destaca que havia vários falsos relatórios escritos por Pilatos, mas que a Igreja não teria reconhecido a autenticidade de nenhum desses documentos.  A aparência física de Jesus é outro ponto que o autor levanta. Além de ressaltar que os evangelhos canônicos se contradizem uns aos outros, ressalta que os primeiros cristãos sabiam dessas discrepâncias e que esse teria sido o principal motivo pelo qual a leitura dos evangelhos permaneceu por muito tempo reservada apenas ao clero. Uma fonte interessante que Charroux cita é o depoimento do doutor Harvey Spencer Lewis no livro deste último, A vida mística de Jesus:
Nós sabemos que os padres da Igreja primitiva tiveram acesso a documentos secretos porque, durante os Concílios da primitiva igreja cristã e durante as discussões que aconteceram entre as mais altas autoridades da Igreja primitiva, foram feitas alusões a certos lotes de manuscritos e de documentos oficiais que se referiam á crucificação e a outros acontecimentos da vida de Jesus, que agora estão escondidos ou que foram destruídos. Seriam esses documentos cópias de apócrifos, ou ainda cópias como as encontradas em Qumram? Nenhuma fonte consultada para a redação deste livro parece saber responder a essa pergunta. Outra figura bíblica cuja existência parece ser não comprovada historicamente é o apóstolo João, o suposto autor do quarto evangelho canônico. Sabe-se que ele se tornou bispo de Éfeso, mas muitos estudiosos admitem que o texto a ele atribuído possui características que o localizariam posteriormente e que teriam a participação de vários outros autores teólogos. Charroux cita também algumas passagens de escritos de São Jerônimo, um dos maiores doutores da Igreja dos primeiros séculos. Ele teria afirmado sobre os canônicos e apócrifos: "Somente quatro evangelhos podem ser admitidos. Todas as bobagens dos apócrifos só servem para serem contadas a hereges mortos e jamais a crentes vivos". Os opositores de São Jerônimo, por sua vez, argumentam que são justamente os canônicos que trazem, em sua maioria, as contradições e os fatos opostos entre si. E que foi justamente para conseguir imprimir essa coesão entre os textos que a Igreja os teria modificado. Um exemplo disso seria Taciano, um discípulo de São Justino, que teria tentado escrever um "Evangelho segundo os quatro", que mesclaria os dados de Mateus, Marcos, Lucas e João num único texto. Um exemplo de contradição pode ser vista na própria genealogia de Jesus, descrita pelos canônicos. Elas são diferentes entre si, o que levou Santo Agostinho a se pronunciar sobre o assunto, afirmando que "não era permitido dizer, e nem mesmo pensar, que qualquer um dos evangelistas mentiu". Porém, é o mesmo santo que afirmou que nesses casos contraditórios "precisa-se acreditar que eles são conciliantes, mesmos em saber como". Charroux também aponta as contradições que podem ser encontradas no Evangelho de João. Como exemplo o autor afirma que, segundo João, o verdadeiro dia da crucificação não foi uma sexta-feira, mas um sábado, em plena vigília da Páscoa judia. Outra contradição estaria nas testemunhas da ressurreição: as duas Marias, a mãe de Jesus, e Maria Madalena, estariam presentes na ocasião segundo Mateus, mas Lucas e João afirmam que apenas Madalena estava lá. 
Policarpo, bispo de Esmirna ordenado por João, o Evangelista, no ano 80 d.C., seria o mais confiável dos santos. Ele é autor de uma epístola sobre os escritos de Inácio Teóforo, o primeiro santo Inácio conhecido. São Policarpo cita e fala muito bem dos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas, mas misteriosamente se cala quanto ao texto de João. Para piorar a situação, a primeira menção histórica desse texto aconteceu em um texto de Teófilo de Antióquia, datado do ano 180. Todos esses detalhes são material farto para especialistas em teorias de conspiração como Lynn Picknett, Clive Prince e o fiel discípulo deles, Dan Brown.

As revisões dos evangelhos

Charroux, ao mesmo tempo que expõe fatos, dá um nó na cabeça de quem lê seus livros. Um exemplo disso é uma citação a um obscuro escritor, de nome Kronos, autor de um livro chamado Ensaio de meditações imateriais. Ali há um relato que diz que os papas Gregório VII e Inocêncio III ordenaram editar um dos evangelhos para posterior uso dos sacerdotes. Também é lembrado que a tradução de tais textos era proibida "pelo receio que pudesse surgir um erro simples ou um contrassenso", de acordo com o pesquisador, Fedele Pasquero em O mundo da Bíblia. Esse escritor, que se esconde sob o nome Kronos (que ninguém consultado para este trabalho soube dizer quem é), também afirma em seu trabalho que as alterações mais radicais feitas nas Escrituras datam justamente do Concilio de Niceia, e que teriam sido motivadas por acordos entre o papa Dâmaso I (305-384) e o então imperador Constantino. Foi nessa época que os evangelhos mais antigos, em especial um apócrifo, o Evangelho dos Hebreus, que ficaria conhecido como uma versão primitiva do evangelho de Mateus, são declarados como não inspirados por Deus, e adições, subtrações e modificações são feitas nos quatro canônicos. Tudo a cargo de São Jerônimo.
Outras revisões terminariam por ser levadas a cabo pelo papa Anastácio II (496-498), no fim do século V, segundo relata São Vitor, bispo de Tumona, na África. Segundo o santo, o papa teria mandado "examinar, criticar, expurgar e revisar" as Escrituras por completo. Depois disso, o imperador Carlos Magno (cerca de 747-814), teria feito uma nova revisão, seguido depois pelo papa Sisto V (1585-1590). Estamos já nos referindo à época em que a prensa de Gutenberg ameaçou de excomunhão qualquer um que ousasse revisar os textos sagrados, mas o próprio Gutenberg teria modificado em seu trabalho mais de 200 passagens. Antes que a prensa entrasse em ação, foi feita mais uma revisão, dessa vez pelo papa Clemente VIII (1592-1605). Charroux afirma que a razão de tantas modificações é que a maioria dos dogmas estava em contradição com os livros sagrados, portanto era necessário reorganizar as escrituras para que elas concordassem com os atos da Igreja.

Correções e mudanças

Alfredo Lissoni diz em seus escritos que os teólogos modernos admitem que, com a ajuda de várias tecnologias, foi possível admitir a existência de cerca de 80 mil diferentes traduções da Bíblia com manipulações e modificações em pontos relevantes. E cita o Codex Vaticanus, considerado por especialistas como o melhor manuscrito grego do Novo Testamento e um dos mais antigos manuscritos da Bíblia, inclusive ligeiramente mais antigo que o Codex Sinaiticus, descoberto em 1859 e considerado um dos mais importantes manuscritos gregos para o criticismo textual, além da versão Septuaginta.
O Codex Vaticanus foi descoberto em 1844 no mosteiro de Santa Caterina, no Sinai. Hoje os especialistas apontam que, com a tecnologia moderna, foi possível identificar pelo menos 16 mil correções pertencentes a, no mínimo, sete revisores diferentes. Nessa confusão, não é possível saber se há um texto que tenha sobrevivido aos séculos sem nenhum tipo de mudança, proposital ou não. E a presença dos apócrifos, nos dias modernos, pode levar também a uma confusão total. Esse assunto é, de fato, fascinante, pois imaginar que existem detalhes desconhecidos da vida de Jesus atrai a atenção dás pessoas. Mas o que dizer de manuscritos parcialmente destruídos, como os do Mar Morto, e das informações que conseguiram colher dos fragmentos conservados? Corre entre os acadêmicos a hipótese de que Jesus teria escapado da crucificação e fugido para a índia. De fato, há pessoas, como Elena Bordogni, uma italiana que teria visitado a suposta tumba de Jesus entre os indianos, e que foi entrevistada por Lissoni. Além dela, há o depoi-mento do estudioso italiano Francesco Piccolo, que investigou o assunto e publicou um artigo em uma revista italiana na década de 1980. Em determinado trecho, faz a seguinte declaração:
Nos restos de um livro sânscrito do ano 115, conservado no Instituto de Orientalismo da Universidade de Mumbai, existem claros sinais da presença de Cristo na região da Caxemira. Tratar-se-ia de uma segunda viagem, após a crucificação. Na página 282 é descrito o encontro entre o rei Shalewahin e um homem de pele clara que vestia hábitos brancos. O soberano de Caxemira lhe perguntou quem era. O desconhecido disse ser Jus Afa e que vinha de um país distante para purificar a região. O homem reiterou que o chamassem de Isa Maish — Jesus, o Messias. Se esse relato traz ou não uma verdade, talvez nunca saibamos. O que levaria a Igreja a esconder um destino diferente para Jesus é uma pergunta que poucos podem responder. Mas a grande quantidade de apócrifos faz as pessoas pensarem o quanto os textos que estão na Bíblia foram realmente alterados.
Se isso atinge ou não a fé de cada um, é uma questão pessoal, que não cabe a ninguém responder. Apenas é difícil ignorar as evidências históricas em nome de uma fé cega.


Como referencial humano de SADABI,  e por inspiração do mesmo, digo:

MAGNETISMO E HIPNOTISMO

A humanidade está enganada por estas forças, o Magnetismo e o Hipnotismo, estes dois dispositivos ludibriadores são usados pelas forças denominadas de BESTAS, com grandes advertências feitas por DEUS no grande livro, a BÍBLIA. O convencimento é feito até usando o nome de DEUS, e pregam uma salvação ilusória de um sacrifício que estas forças foram quem os promoveu mentindo em nome de DEUS, desde os tempos primórdios até hoje, estas mesmices que tem a intenção de salvar o mundo não passa de montagens feitas pela força e poder das BESTAS, usando o Magnetismo, (Magnetismo se define como a capacidade de atração em imãs, ou seja, a capacidade que um objeto possui de atrair outros objetos. Os imãs naturais são compostos, de núcleos corpos humanos...)  E o Hipnotismo,  (É o Conjunto dos fenômenos que constituem o sono artificial provocado por forças e poderes malignos que provocam sonolências artificias como efeito de drogas). Daí dar a oportunidades das pessoas serem enganadas, estão sobre efeito do hipnotismo.
A Bíblia foi adulterada pelos os sábios da época dos grandes impérios em união com a grande igreja, tanto nos pergaminhos com na historia de Jesus escrita no primeiro livro de Mateus depois de sessenta anos da morte de Jesus. O sacrifício foi feito para ludibriar os fies com credibilidade em DEUS, pois, o filho de DEUS, veio a Terra a mando do seu Pai, para criar o reinado de DEUS neste planeta Terra, e o império junto com os sacerdotes fizeram o sacrifício, e depois de um tempo em uma trama do primeiro congresso bispal promovido pelo Imperador Constantino, e igreja, resolveram mudar as determinações de DEUS aos profetas nos pergaminhos antigos, como na historia de Jesus, com a implantação das letras escritas nas letras de imprensa, e colocando os capítulos e versículos, portanto, o que você lê no velho testamento no livro de Isaias, no capitulo e versículo está no novo testamento com referencia ao que ia acontecer com Jesus no capítulo e versículos dando a mesma informação no livro de Marcus. Tudo isto foi fomentado pela a força e poder maligno, as BESTAS, usando o Magnetismo e o Hipnotismo para convencer, e desviar os humanos que estavam a busca da verdade  no caminho a procura de DEUS. (Do relator Edvaldo)

             ESTA É A RAZÃO, COMPREENDENDO OU NÃO.

Como referencial humano de SADABI, e por inspiração do mesmo: digo:

As controvérsias de credibilidade deste humilde relator para explicação de um assunto inédito transcendental para um Intelectual Doutor com doutorado na área de “Mestre e Doutor em saúde publica” pela Universidade Federal de Pernambuco, (Fiocruz), este, é o meu amigo Dr. Antônio Augusto. E tem mais, o qualifico como um grande pintor.
Este assunto que divulgo, é inédito, e não esta nos livros, nem é oferecido pelas Universidades do mundo inteiro, pode até haver cursos no mesmo assunto de Ciência Metafisica, sim, mas, não na Ciência Metafisica Transcendental Divina. O que é esta Ciência? É o estudo do corpo Metafisico, no corpo Físico, e serve para reformar estes dois corpos; (Para salvação).
O sentido do transcender é aquilo que explica acima da razão ou de uma experiência sublime, ou de uma ascensão da experiência na vivência natural, e ainda mais, é a explicação da não explicação; é o produto da ação formal da Fé. E que também é chamado de milagre, como o progresso óbvio e verdadeiro do ocorrido, é transcendentalizando-se do real ocorrido. Sendo que distingue a explicação do referencial teórico e do teólogo, em termos formais, e verdadeiros.
A razão pela qual, estou indo de encontro a uma parte da humanidade que cultua o cristianismo na forma contraditória da salvação em um crime realizado em um homem, e que foi amplamente idealizado pelos intelectuais doutores da lei daquela época, e os espíritos formadores de opiniões contraria a tudo que se referia o nome DEUS na sua criação do seu reino aqui neste planeta, e este deus do sacrifício, a serpente; que se intitulando do DEUS da criação ludibriou os intelectuais, e o povo da época em que Jesus esteve neste planeta, como também no tempo de Adão e Eva, e vem ludibriando a todos que busca a sua salvação, os religiosos não tendo onde ir buscar a verdade, se não, na Bíblia, que foi deturbada pelos mesmos homens intelectuais, que sempre com seus conhecimentos humanos, e recebendo inspiração do deus do sacrifício, procuraram deturpar a aprendizagem da humanidade na Ciência Metafisica e na Teologia DIVINA, pregada pelos profetas, e por Jesus eles vieram para as Nações, determinados a ajudar a DEUS a criar seu reinado aqui neste planeta.
A Bíblia foi adulterada pelos tradutores quando da impressão no papel, e quando colocaram os Capítulos e Versículos, alterando as palavras de origem do hebraico do aramaico, e do Grego; e tem mais, na época, sempre falavam com muitos dialetos, sem contar com a cultura DIVINA, falada pelos que receberam de DEUS as determinações, inclusive seu filho Jesus.
Se tiver duvida nestas minhas explicações, vá pesquisar no Google, lá tem muitas paginas que se refere nas adulterações da Bíblia, e aqui esta um endereço de uma: http://www.gotquestions.org/Portugues/Biblia-corrompida.html
E neste caso que divulgo há uma grave adulteração na Bíblia, inclusive, digo, isto é; esta descoberta foi feita por SADABI, que sempre dizia em tom de desconfiança, que havia dois Jesus, e antes da ascensão do seu espirito, foi revelado a ele, que não foi o filho de DEUS que morreu na cruz, e sim, um outro; Jesus. O filho de DEUS subiu ao céu ileso sem que nenhum homem lhe tocasse com o dedo para lhe ferir, e subiu ao céu ressuscitando lá de onde veio, e está a direita do Pai para interceder por todos nós. E o outro Jesus que foi crucificado, o seu espírito, alimenta um novo corpo, que é o do Inri Cristo, Nome completo: Álvaro Inri Cristo Nascimento: 22 de março de 1948 (67 anos), Indaial, Santa Catarina. https://pt.wikipedia.org/wiki/Inri_Cristo
A bíblia só tem 90% de acerto que os sábios não tiveram condição de adulterar, só os 10% de erros, e são estes erros que mais prejudicaram a humanidade, pois contaminou a consciência humana cauterizando-a, para trazer o mau, doenças desconhecida, e tudo o que está acontecendo no planeta Terra. A religiosidade, “querem porque que querem o bem bom pra si que é a salvação, e o mau pra DEUS que foi e ainda é o sacrifício”... (Sadabi).
Para regularizar todos estes problemas que contamina o planeta Terra, devemos renunciar a primeira aliança feita em carne animal sacrificado; que de nada serviram no sentido de salvação. Como também, renunciar a outra aliança feita em carne humana sacrificada; que também não serviu no sentido de salvação. E temos que fazer uma terceira aliança com o ETERNO, para regularizar o sistema de uma consciência plena, para habitarmos no reinado de DEUS. (Do Relator Edvaldo).  

A INSISTÊNCIA DE DR. AUGUSTO.

   Como referencial humano de Sadabi, e por inspiração do mesmo, digo:

Amigo Dr. Augusto, isto que vc quer me convencer para uma credibilidade no outro Jesus, o que foi crucificado, não poderá jamais acontecer, por motivo que esta credibilidade já esteve na minha consciência em outrora, não posso retroagir, pois, me criei ouvindo e lendo toda esta historia; nunca me conformei com isto, e com as renovações deste ato sacrificial todos os anos; fiquei muito revoltado durante toda minha vida, quando os religiosos comemoravam estes atos apresentando-os nos teatros, nas ruas, nos rádios, nas televisões, nos filmes, me recusava a assistir estas renovações absurdas, e já sem entender, sabia que tudo isto estava lá, na Bíblia. Os absurdos deste crime injustificáveis, e que o mesmo, dizem os religiosos, serve de salvação. “Os religiosos querem por      que querem o bem bom para si que a salvação, e o mau para DEUS que foi e ainda é o sacrifício”. (SADABI). Isto sempre foi repudiado na minha índole, não suporto nem mesmo ouvir, ou assistir divulgações e comentários desta aberração. Portanto, quando da descoberta por Sadabi, que houve uma montagem com uma grande farsa nesta historia, e que foi trapaceado pelos intelectuais da religiosidade oferecida pelos doutores da lei nas suas religiões, entendi logo, e não mais tive duvidas desta descoberta, que deu um sentido mais que perfeito na minha consciência, que esse Jesus filho de DEUS que nasceu de Maria pelo ato misterioso da concepção, sendo Maria virgem, dando a luz a o nosso salvador, esta comprovação anula qualquer outro argumento no Jesus sacrificado. O Jesus filho do DEUS altíssimo, por não ter sido aceito para criar seu reinado, ressuscitou, subiu ao céu sem que nenhum homem lhe tocasse com o dedo para lhe ferir, e se encontra a direita do Pai para interceder por todos nós... (Relator/Edvaldo). Buíque, 19/12/2015.

Amigo Dr. Augusto se possível faça chegar ao conhecimento de Efraim este e-mail, pra ele saber que estar muito longe de dizer que o Dr. Vladimir Poponin, não é reconhecido dentro da Ciência Quântica, e vc também tome conhecimento que ele pode sim, falar do DNA, veja a formação dele: Quando pensamos, vamos definir em vibrações de movimento de um grau muito elevado, mas tão real como as vibrações de luz, calor, som, eletricidade. William W. Atkinson
Dr. Vladimir Poponin, Ph.D, é reconhecido mundialmente como um dos maiores especialistas em biologia quântica, incluindo a dinâmica não-linear de DNA e as interações dos campos electromagnéticos fracos dentro dos sistemas biológicos.Como pesquisador conjunta com Dr. Gariaev, Dr. Poponin descobriu que, dentro do nosso DNA, existem níveis de estrutura e função que dirigem as operações de toda a nossa matriz genética. A cadeia de DNA circundante, existe uma estrutura de campo que é multi-dimensional. [Ii]


Este texto a seguir está no meu livro:

                            ALGUMAS QUESTÕES FINAIS

          EXPERIÊNCIA DA CIÊNCIA COMUM DOS HOMENS
A seguir, três assombrosos experimentos com o DNA (ADN) que provam as qualidades e sua auto cura em consonância com os sentimentos da pessoa (...)
EXPERIMENTO 1
O primeiro experimento foi realizado pelo Dr. Vladimir Poponin, um biólogo quântico. Nessa experiência começou-se por esvaziar um recipiente (quer dizer que se criou um vazio em seu interior) e o único elemento deixado dentro foram fótons (partículas de luz). Foi medida a distribuição desses fótons e descobriu-se que estavam distribuídos aleatoriamente dentro desse recipiente. Esse era o resultado esperado. Então foi colocada dentro do recipiente uma amostra de DNA e a localização dos fótons foi medida novamente. Dessa vez os fótons haviam se ORGANIZADO EM LINHA com o DNA.
Em outras palavras, o DNA físico produziu um efeito nos fótons não-físicos. Depois disso, a amostra de DNA foi removida do recipiente e a distribuição dos fótons foi medida novamente. Os fótons PERMANECERAM ORDENADOS e alinhados onde havia estado o DNA.  A que estão conectadas as partículas de luz?  Gregg Braden diz que estamos impelidos a aceitar a possibilidade de que exista um NOVO campo de energia e que o DNA está se comunicando com os fótons por meio desse campo.
EXPERIMENTO 2
Esse experimento foi levado a cabo pelos militares. Foram recolhidas amostras de leucócitos (células sanguíneas brancas) de um número de doadores. Essas amostras foram colocadas em um local equipado com um aparelho de medição das mudanças elétricas. Nessa experiência, o doador era colocado em um local e submetido a "estímulos emocionais" provenientes de videoclipes que geravam emoções ao doador. O DNA era colocado em um lugar diferente do que se encontrava o doador, mas no mesmo edifício. Ambos, doador e seu DNA, eram monitorados e quando o doador mostrava seus altos e baixos emocionais (medidos em ondas elétricas) o DNA expressava RESPOSTAS IDÊNTICAS e AO MESMO TEMPO. Não houve lapso e retardo de tempo de transmissão. Os altos e baixos do DNA COINCIDIRAM EXATAMENTE com os altos e baixos do doador.
Os militares queriam saber o quão distantes podiam ser separados o doador e seu DNA e continuarem observando este efeito. Pararam de experimentar quando a separação atingiu 80 quilômetros entre o DNA e seu doador e continuaram tendo o MESMO resultado. Sem lapso e sem retardo de transmissão. O DNA e o doador tiveram as mesmas respostas ao mesmo tempo. Que significa isso? Gregg Braden diz que as células vivas se reconhecem por uma forma de energia não reconhecida anteriormente. Essa energia não é afetada pela distância e nem pelo tempo. Essa não é uma forma de energia localizada, é uma energia que existe em todas as partes e todo o tempo.
EXPERIMENTO 3
O terceiro experimento foi realizado pelo Instituto Heart Math e o documento que lhe dá suporte tem este título: Efeitos locais e não locais de freqüências coerentes do coração e alterações na conformação do DNA (Não se fixem no título, a informação é incrível!) Esse experimento relaciona-se diretamente com a situação com o antrax (doença infecciosa).
Nesse experimento tomou-se o DNA de placenta humana (a forma mais prístina de DNA) e colocou-se em um recipiente onde se podia medir suas alterações. 28 amostras foram distribuídas, em tubos de ensaio, ao mesmo número de pesquisadores previamente treinados. Cada pesquisador havia sido treinado a gerar e SENTIR sentimentos, e cada um deles podia ter fortes emoções. O que se descobriu foi que o DNA MUDOU DE FORMA de acordo com os sentimentos dos pesquisadores.
Quando os pesquisadores sentiram gratidão, amor e apreço, o DNA respondeu RELAXANDO-SE e seus filamentos esticando-se. O DNA tornou-se mais grosso. Quando os pesquisadores SENTIRAM raiva, medo ou stress, o DNA respondeu APERTANDO-SE. Tornou-se mais curto e APAGOU muitos códigos. Você há se sentiu alguma vez "descarregado" por emoções negativas? Agora já sabe por que seu corpo também se descarrega! Os códigos de DNA conectaram-se novamente quando os pesquisadores tiveram sentimentos de amor, alegria, gratidão e apreço.
Essa experiência foi aplicada posteriormente a pacientes com HIV positivo. Descobriram que os sentimentos de amor, gratidão e apreço criaram RESPOSTAS DE IMUNIDADE 300.000 vezes maiores que a que tiveram sem eles. Assim, temos aqui uma resposta que nos pode auxiliar a permanecer com saúde, sem importar quão daninho seja o vírus ou a bactéria que esteja flutuando ao redor.
Mantendo os sentimentos de alegria, amor, gratidão e apreço, essas alterações emocionais foram mais além de seus efeitos eletromagnéticos. Os indivíduos treinados para sentir amor profundo foram capazes de mudar a forma de seu DNA. Gregg Braden diz que isso ilustra uma nova forma de energia que conecta toda a criação. Essa energia parece ser uma REDE ESTREITAMENTE TECIDA que conecta toda a matéria. Podemos influenciar essencialmente essa rede de criação por meio de nossas VIBRAÇÕES.
* RESUMO:
O que tem a ver os resultados dessas experiências com nossa situação presente? Essa é a ciência que nos permite escolher uma linha de tempo que nos permite estar a salvo, não importa o que aconteça. Como Gregg explica em seu livro O EFEITO DE ISAÍAS, basicamente o tempo não é apenas linear (passado, presente e futuro), mas também é profundidade. A profundidade do tempo consiste em todas as linhas de tempo e de oração que possam ser pronunciadas ou que existam. Essencialmente, suas orações já foram respondidas. Simplesmente ativamos a que estamos vivendo por meio de nossos SENTIMENTOS.
É assim que criamos nossa realidade, ao a escolhermos com nossos sentimentos. Nossos sentimentos estão ativando a linha do tempo por meio da rede de criação, que conecta a energia e a matéria do universo. Lembre-se que pela Lei do Universo atraímos aquilo que colocamos em nosso foco. Se você focar em temer qualquer coisa, seja lá o que for, estará enviando uma forte mensagem ao Universo para que te envie aquilo a que você mais teme.
Em troca, se você puder se manter com sentimentos de alegria, amor, apreço ou gratidão e focar-se em trazer mais disso para sua vida, automaticamente conseguirá afastar o negativo. Com isso, você estaria escolhendo uma LINHA DE TEMPO diferente com esses sentimentos. Pode-se prevenir o contágio do antrax, ou de qualquer outra gripe ou vírus, ao se permitir sentimentos positivos que mantêm um sistema imune extraordinariamente forte. Sendo assim, essa é uma proteção para o que vier.  Busque algo pelo qual você possa estar alegre todos os dias, cada hora se possível, momento a momento, ainda que sejam alguns poucos minutos. Esta é a mais fácil e melhor das proteções que você poderá ter.
PARA CONFIRMAR ENTRE NESTA PAGINA LÁ VC ENCONTRA A EXPERIENCIA FEITA PELO EXERCITO E UM COMENTARIO
+++++++++++++++++++++++++++

Buíque 31/12/2015

Como referencia humano de SADABI, e por inspiração do mesmo, digo:

DEUS, O MAIOR CIENTISTA...

Sou um homem ligado a DEUS, não sou um cientista, estudo a Ciência Metafisica pelo processo da Teologia de DEUS. Esta resposta é para o Dr. Augusto, um Intelectual Doutor com doutorado na área de “Mestre e Doutor em saúde publica” pela Universidade Federal de Pernambuco, (Fiocruz), E para Efraim enfermeiro formado pela faculdade AESA de Arco verde-PE.
Estes textos abaixo descritos são definições da vontade DEUS ditada para Sadabi, apenas divulgo, não peço credito, não faço convite, nem tão pouco vos convenço, nem vou dar prova de tudo que foi  criado e que é de responsabilidade do próprio DEUS, só a ELE cabe dar provas quando achar conveniente, mas, só pra aqueles que derem credibilidade. Apenas mostro como forma de dialogar, e é uma alerta a vossa consciência de uma vontade de DEUS, não é minha, nem de Sadabi.
Veja este texto abaixo, Deus dar uma explicação por cima da criação dos espíritos, dos planetas, da consciência, da luz, e das origens das coisas naturais e sobrenaturais, e diz ser junto com a natureza o originador de todas as coisas vivas.

CIÊNCIA METAFISICA- 1- V.2: Um espírito provém de um espírito criador, corpo celeste. V.3: Uma consciência provém de uma Super-consciência. V.4: Um reino terrestre provém de um reino sobrenatural, que chamamos de céu. V.5: Uma luz provém de um sol. V.6: Uma inspiração luminosa provém de Deus. V.7: Uma vida orgânica depende de um organismo composto. V.8: Um planeta provém de um satélite. V.9: O sol provém de um cometa. V.10: O espírito absoluto criador é a síntese de todas as coisas boas existentes. V.11: Cada existência tem a sua origem e parte de um princípio cujo ensinamento não é teoria é puramente metafísica.

Neste texto abaixo descriminado, DEUS diz, que devemos reconhecer a DEUS, e a nós próprio, isto é o principio da Ciência DIVINA.

CIÊNCIA METAFISICA- 1- V.21: Portanto, o verdadeiro lema da ciência metafísica é o seguinte: Reconhece Deus e, a ti próprio, antes de tentares conhecer todas as outras coisas, do contrário, teus juízos estarão errados.
              
No texto abaixo, DEUS diz não é intensão DELE, aconselhar, pois, a mentalidade dos terráqueos está muito além da vontade de DEUS, propõe ELE a ajuda-los no caminho que os conduz a sua presença.
           
V.22: Não é minha intenção dar-vos um parecer de qualquer gênero, mas, a vossa mentalidade se acha atrasada, eu apenas desejo guiar-vos por um caminho mais concreto.

Neste texto abaixo DEUS como cientista diz que conhece a todos, e vê a descrença dos humanos, por isto DEUS só pode honrar aqueles que beberem na sua fonte que é perene, e é de divina sabedoria.

V.26: Os meus olhos penetram em tudo aquilo que está no âmago dos vossos corações e, vejo a decomposição, incredulidade, que dia após dia, obscurece a consciência humana, que ainda está longe de beber e comer na fonte da grande sabedoria que é Deus nosso Pai. V.27: No sentido abordado de tão profundo esclarecimento, Deus honra os homens virtuosos que bebem na fonte perene da divina sabedoria; as coisas que emanam de Deus.

Neste versículo, 33, o Criador dos mundos reformados por ELE no universo, lá existe a imortalidade nos homens semelhança de DEUS,

V.33: Como de comum acordo com o Criador, em outros mundos a imortalidade existe no corpo físico e metafísico.
.
No versículo, 35, a má orientação transgrede as leis criadas por DEUS em todo o universo, veja o que está acontece na terra, este mar de lama, e a humanidade embriagada sem saber pra onde ir.

 V.35: De que forma poderá conceber o universo as suas leis, os homens mal orientados?

No versículo 45, os bilhões de partículas espirituais na composição do corpo humano mantem todas as células trabalhando para a composição, isto é que deveria está acontecendo com a humanidade, exercendo cada um sua função diferente, mas, todos juntos para completar-se como homens de DEUS.

V.45: A alma humana é o receptáculo de bilhões de partículas espirituais, exercendo cada uma, função diferente. V.46: Todas juntas completam-se e protegem-se, como acontece com toda humanidade.

No versículo 49, DEUS adverte a todos os diplomados, e doutores, que precisam si ligar em Deus para cientificamente compreender sua criação, pois, a ciência da Terra devido a falta de credibilidade em DEUS, cresceu muito, mas, não si modificou por completo para uma grande evolução.


. V.49: Todo corpo se adapta segundo a alma. V.50: Nenhum homem pode intitular-se sábio ainda que possua diploma ou outros títulos, mas, precisa crer em Deus e na sua criação. V.51: A ciência da terra sempre evitou propor-se a si mesmo tal questão sobre a existência do ser humano, visto que; apenas aprofundando-se neste pensamento, chegarias a fé em Deus.

No versículo 64, os espíritos através da reencarnação sucessivas em época milenários poderia alcançar a imortalidade do físico e do metafisico. A metamorfose evolutiva renovaria todos os reinos da criação terrestre, a natureza junto com a força vital daria a imortalidade no corpo físico, e no metafisico.

V.64: A evolução em sistema de metamorfose a tudo renova em todos os reinos da criação, de acordo com a natureza, que é a força vital da vida imortal no homem metafísico. V.65: Enquanto que o homem físico, através de encarnações sucessivas em eras milenárias, pode alcançar a imortalidade em perfeita composição, entre os dois corpos, físico e metafísico.

No versículo 58, O homem não pode compreender a DEUS, antes de compreender a si mesmo, pois, o maior enigma é a desmaterialização do espírito, pois, quando a luz atinge a velocidade máxima a matéria se decompõe, também com a desmaterialização do corpo físico seus átomos desaparecem. Isto acontecerá no planeta no dia da renovação e purificação do espírito, e do corpo físico, toda está reforma já foi pré-estabelecida no juízo constante até a reforma por completo. No universo não só foi a Terra comtemplada com vida, em outros planetas reformados lá também si encontra vida imortal. No universo existe um plano divino com um sistema qualificado onde os humanos terráqueos não sabem avaliar o seu conteúdo. Este plano foi coordenado por  ETERNO, mudando quando lhe apraz, tira uma estrela, ou um planeta de suas orbita, e colocar onde ELE quer. No reino de chambalar no interior da terra existe um povo que já vivenciam a imortalidade, Ai está uma ciência avançada como sobreviver lá, e como esconder a entrada para o interior da terra pela tecnologia dos cientistas do povo da superfície..

CIÊNCIA METAFISICA -2- V.58: Não podem os homens compreender a sua existência antes que compreenda a Deus, porque o maior quebra-cabeça é a do espírito. V.59: Quando a velocidade atinge o grau máximo ou ultrapassa a luz, a matéria se decompõe. V.60: Com a desmaterialização de um corpo físico seus átomos desaparecem. V.61: Isso acontecerá sobre a terra no dia da renovação completa para purificação do espírito. V.62: O programa dos próximos acontecimentos sobre a terra já foi pré-estabelecido que a humanidade conhecerá sua hora X, o juízo final. V.63: Deus não deu vida somente sobre a terra, mas também em outros planetas habitáveis. V.64: No universo existe um plano divino ou programa de cuja dimensão a humanidade não tem nenhuma ideia.
. V.65: Neste plano foi pré-estabelecido o curso em desenvolvimento de cada planeta. V.66: Esta estruturação já foi prevista segundo a ordem e vontade de Deus. V.67: Sucede às vezes desaparecer uma estrela, isto quando não mais há razão para sua existência e, sua presença se torna obstáculo para o desenvolvimento do plano Universal. V.68: Na terra a coisa é bem diferente, nosso planeta já sofreu violentas transformações que criou na terra, grandes e pequenas cavidades na barisfera e pirosfera, a que chamamos centro da terra. V.69: Mesmo pelo fato da terra pertencer ao rol dos planetas que o nosso sol ilumina, o combate foi notavelmente áspero pelas leis do Criador, que criou na pirosfera uma cavidade de 10.500km, em circunferência, onde habita um reino desconhecido chamado reino de Chambalar, onde existe o Rei do mundo de nome Dalai; que conserva a paz em cada coração com perseverante amor, que prevalece o plano divino sob a terra, razão porque lá não existe a morte, como assim deveria ser nos povos da superfície. V.70: Entretanto, por tudo que aqui exponho, acima de tudo, no terceiro milênio, Deus vem habitar com os homens, como pessoa presente personificado naquele que é seu representante como Rei de muitos povos línguas e nações, sem faltar em toda sua criação.


Neste vermiculo 37, Deus com sua ciência avançada fala da criação dos planetas e sua origem e da criação do nada sem que ninguém saiba da sua origem. Veja que a ciência metafisica provem do DEUS Criador, esta ciência originou-se dentro de um campo sem limite onde foi se evoluindo para criar tudo dentro do universo. Em quanto a ciência comum dos homens terráqueos admitem a evolução até na doença que se decompõe, a ciência metafisica só admite a evolução naquilo que se compõe, como também não admite a evolução nas coisas malignas, e sacrificadas.

CIÊNCIA METAFISICA -3-V.37: Os planetas em sua origem geram uns aos outros, porém, acima de tudo há um Deus que do nada cria o que bem lhe parece, de tudo que é bom cria e não foi criado, dá origem e ninguém conhece a sua origem.
V.31: Portanto, no assunto abordado, a ciência metafísica emana do Criador, ela originou-se dentro de um campo sem limite, onde encontrou evolução em todas as composições para o aperfeiçoamento da criação universal. V.32: A ciência do sistema comum da terra admite evolução em tudo que se compõe ou decompõe, até na doença. V.33: Enquanto que a ciência acima do comum que é a metafísica, não admite evolução naquilo que está em decomposição no que vem de origem maligna e, coisas sacrificadas.

No versículo 38, Fala de uma base misteriosa que vai proteger o Brasil para não ser escravizado por outras Nações.


CRIAÇÃO DA BASE DE SEGURANSA: V.38: Aqui há mistério, leve em mente, analise, pense bem, esta base é a mais moderna de todas que existem na terra, Eu que sou Deus espírito corpo celeste, o criador, dou a minha palavra de honra, ajudar o Exército, a Marinha e Aeronáutica, à defender o Brasil sem estragar a nação.

Neste versículo 63, o ETERNO fala dos engenheiro do sol, onde eles vão cuidar dos imigrados para o planeta Júpiter, e de um planeta de  nome Acamar situado em uma Galáxia, no Carreiro de Santiago.


ESTUDOS METAFISICO: V.63: Quem para lá vai, é entregue aos grandes teólogos engenheiros do sol que vão tratar do trabalho de três tipos de habitação, dividida em três classes. V.64: Só uma coisa existe na terra que não vai para Júpiter, são os homens atômicos, esses vão para o planeta Acamar, tal planeta existe nas proximidades da galáxia conhecida como carreiro de Santiago. V.65: Porque na terra, o homem usa a bomba atômica para execução do mal, e no planeta Acamar será usada para a prática do bem.

OBS:  Esta definição sobre a fecundação do embrião no ato da concepção, ou pelo processo da seminação artificial, o esperma, já traz o DNA do pai, e ao juntar-se com ovulo da mãe que também já se encontra o DNA da mãe, tudo isto fomentado pela energia vital do espirito do DEUS CRIADOR que contribui para o processo de formação do embrião, e esta energia criadora se  envolve promovendo a ligação dessa mesma energia criadora de todas as coisas boas que se interligam ao espirito que está alimentando o embrião, e dar função a todos os órgãos deste corpo por toda sua vida.
Estas informações, esta dentro da ciência metafisica, e a Teologia DIVINA, como também na ciência comum dos homens que estudada por mim, e também recebida por mim através da inspiração.


Do relator Edvaldo, Buíque 31/12/2015.